Barreiros/PB

Home/Barreiros/PB

Barreiros/PB

“Segundo relato dos moradores, o nome Barreiros se deve ao fato de que nessa região existiam grandes barreiros de onde se tirava o barro para a construção de casas. A região passou a ser povoada em meados de 1800 por moradores das proximidades. Os primeiros moradores foram Jose Daniel e Carolina, mais conhecida como Dona Calor.”

por Nalri Pereira

Perfil da comunidade

Fundada em 1808, a comunidade de Barreiros  fica localizada a 18 km do município de Cajazeiras, no Estado da Paraíba. A comunidade possui aproximadamente 150 moradores, divididos em 50 famílias.

A renda familiar média é de um salário mínimo. E as principais atividades econômicas desenvolvidas em Barreiros são: a agricultura de subsistência, criação de animais e o comércio. Os principais alimentos produzidos na comunidade são: milho e feijão. A maioria da produção agrícola é classifica como orgânica.

O índice de pessoas que trabalham fora da comunidade é médio, a maioria exercendo funções no comércio e na construção civil.

A comunidade possui alguns bens de uso coletivo, tais como Forradeira, telecentro, açude e poço artesiano.

Na área da Saúde, os comunitários necessitam se deslocar para outras comunidades para ser atendida, pois não há posto de saúde no local. Entretanto os agentes de saúde realizam campanhas no local como vacinação e distribuição de métodos contraceptivos. Além disso, práticas de cura tradicionais com ervas medicinais e benzedeiras são exercidas na comunidade.

De acordo com a comunitária Nalri Pereiras: “A comunidade ainda não possui coleta de lixo, por isso os moradores queimam o lixo e o material que não pode ser queimado é levado para o aterro sanitário do município de Cajazeiras, mas já houve ações realizadas pela comunidade onde o lixo foi coletado e levado para a reciclagem. O abastecimento de água é feito a partir de poços profundos e cisternas” .

Os programas sociais que atendem à comunidade são: o Bolsa Família, o Programa de Crédito Fundiário e Combate à Pobreza Rural e o Programa nacional de Alimentação Escolar.

Os comunitários declaram que a comunidade é um lugar seguro para viver, sendo o índice de violência baixo. Apesar disso, há necessidades que precisam ser supridas na área da saúde e capacitação profissional.

OBSERVAÇÃO: informações extraídas do diagnóstico comunitário participativo, aplicado na comunidade em julho de 2015.

Fotos: Nalri Pereira


Share This:

Leave A Comment