OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)


No ano 2000, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que deveriam ser realizados até 2015. A iniciativa mobilizou 191 nações e conseguiu reduzir a pobreza extrema em diversos locais do mundo. Além disso, obteve outros resultados importantes como: mais crianças frequentando escolas; redução das mortes infantis; ampliação do acesso à água potável; e mais investimentos no combate a doenças como malária, AIDS, tuberculose.

No entanto, o desafio de eliminar a pobreza continua presente. Em 2015, quando lançou o relatório com resultados dos Objetivos de Desenvolvimento estabelecidos na Declaração do Milênio, a ONU afirmou ainda existirem no mundo mais de 800 milhões de pessoas vivendo na pobreza extrema, com menos de US$ 1,25 por dia.

Uma em cada nove pessoas no mundo vai dormir com fome; de cada seis adultos um é analfabeto; a violência, poluição, exploração inadequada dos recursos naturais, o desmatamento e as alterações no clima que resultam em desastres climáticos são alguns dos desafios globais que precisam ser superados.

Assim, em setembro de 2015, líderes mundiais reuniram-se na sede da ONU e lançaram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que contemplam 17 Objetivos e 169 metas.

Com o objetivo de auxiliar as Nações Unidas no alcance dos 17 ODS foi lançada a Agenda 2030, um plano de ação que envolve não apenas os governos e as organizações da sociedade civil, mas também cada cidadão.

O lema dos ODS é: “Ninguém pode ficar de fora!”, por isso eles foram construídos contemplando cinco áreas de importância crucial para a humanidade e o planeta: Pessoas, Prosperidade, Paz, Parcerias e Planeta, que são chamados de os 5 P’s da Agenda 2030.

O COEP acredita que os ODS podem ser aliados para o fortalecimento da democracia no Brasil, ao contribuir para a efetivação dos princípios da igualdade, diversidade, participação, solidariedade e liberdade.

PESSOAS

Acabar com a pobreza e a fome, em todas as suas formas e dimensões, e garantir que todos os seres humanos possam realizar o seu potencial em dignidade e igualdade, em um ambiente saudável.

PROSPERIDADE

Assegurar que todos os seres humanos possam desfrutar de uma vida próspera e de plena realização pessoal, e que o progresso econômico, social e tecnológico ocorra em harmonia com a natureza.

PAZ

Promover sociedades pacíficas, justas e inclusivas que estão livres do medo e da violência. Não pode haver desenvolvimento sustentável sem paz e não há paz sem desenvolvimento sustentável.

PARCERIAS

Mobilizar os meios necessários para implementar esta Agenda por meio de uma Parceria Global para o Desenvolvimento Sustentável revitalizada, com base num espírito de solidariedade global reforçada, concentrada em especial nas necessidades dos mais pobres e mais vulneráveis e com a participação de todos os países, todas as partes interessadas e todas as pessoas.

PLANETA

Proteger o planeta da degradação, sobretudo por meio do consumo e da produção sustentáveis, da gestão sustentável dos seus recursos naturais e tomando medidas urgentes sobre a mudança climática, para que ele possa suportar as necessidades das gerações presentes e futuras.

Share This: